Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

10/05/2012 - 18h31

Procurar emprego é um trabalho

É necessário "embalar o produto", a embalagem de uma pessoa é o seu currículo!

 

Os diferenciais das empresas nos anos 70, 80 e 90 – seus prédios, processos, sistemas, insumos, equipamentos e tecnologias, fatores muito importantes na época – hoje estão nivelados e disponíveis para qualquer concorrente e podem até mesmo ser comprados nos mesmos fornecedores sem muitas restrições. Esse nivelamento de processos, sistemas e “ativos fixos” tem sido o principal motivador para que as empresas busquem se diferenciar por meio do “único ativo” que ainda lhes é exclusivo: seu Capital Humano.

 

Só as pessoas são capazes de, por intermédio de seu trabalho, empenho e criatividade, fazer surgir novos produtos, processos e modelos de execução e gestão.

 

Hoje a realidade é completamente diferente. Mesmo assim, muitas empresas trabalham com metodologias de contratação tradicional e artesanal baseadas no “eu acho" e estratégias de atração e busca de candidatos em torno da premissa de que "as pessoas é que farão tudo por um emprego" e não de que "as empresas é que precisam das pessoas para atenderem às demandas do mercado e continuarem a crescer".

 

A regra do jogo mudou? Sim!

 

Infelizmente algumas pessoas, mesmo em um mercado aquecido e ávido por contratar, não conseguem uma colocação. E qual o motivo?

As pessoas não entendem que é necessário "embalar o produto", a embalagem de uma pessoa é o seu currículo!

Portanto ter uma "embalagem" bem feita e sem defeitos é importante para ter mais oportunidades, por esta razão aconselho que as pessoas se vejam como produtos em uma prateleira e avaliem se estão atrativas ou não para seus "consumidores", as empresas.

 

Quando estiver cadastrando seu currículo fique atento as seguintes dicas:

1. Preencha todos os campos com bastante atenção caprichando na redação e na escolha das palavras. Um bom vocabulário faz toda diferença.

2. Reflita sobre cada coisa que você escreve. Preste as informações sobre cursos e formação de maneira detalhada, mas não repetitiva.

3. Não minta. Não exagere. Mas não se subestime!

4. Inclua todas as experiências que você teve. Mesmo que sejam em ambiente não corporativo e mesmo que não tenham sido remuneradas. Conhecimento é um diferencial importante na hora de avaliar os candidatos.

5. Explique sua experiência de forma clara e utilize jargões. Muitas buscas na Internet são por palavra chaves, portanto, por exemplo, se a sua experiência é comercial, tenha certeza que o texto de explicação inclua as palavras “comercial”, “vendas”, “clientes”, e outras que sejam específicas do mercado que você atua ou pretende atuar.

6. Coloque uma boa foto sua. Uma boa foto é uma foto que mostre bem o rosto, com uma expressão aberta e positiva, mas sem exageros. Se você for mulher use uma foto recatada sem decotes ou exposição desnecessária do corpo.

7. Visite sempre os sites das empresas em que você se cadastrou.

Trabalhe duro todos os dias e lembre-se que procurar emprego é um trabalho. Assim sendo, acorde todos os dias, e comece o trabalho de buscar seu novo emprego e verifique se existem vagas novas nas empresas de seu interesse e sugiro que você se candidate a todas as vagas de seu interesse pois os selecionadores iniciam suas pesquisas de candidatos primeiramente pelos inscritos.

 

Observe as dicas abaixo e consiga seu emprego dos sonhos!

 

Email
A comunicação entre os sites e os candidatos é feita via email. Assim sendo, consulte seu email no mínimo uma vez ao dia, e se possível duas vezes (manhã e tarde), assim você não corre o risco de perder nenhuma chamada para entrevista, prova online e dinâmicas.

 

Atenção especial para a gramática
Os erros de português causam impressão de formação deficiente e evidenciam falta de cuidado na elaboração do documento, passando uma imagem de “desleixo”. Preste muita atenção ao digitar o currículo. A dica é fazer uma revisão rigorosa e, se preciso, pedir ajuda de alguém com mais conhecimento. A mesma cautela é válida para não cometer erros de digitação.

 

Informações em excesso
Seja objetivo nas informações curriculares, evitando informações desnecessárias ou redundantes (repetidas). Lembre-se que os selecionadores podem usar esse fato como critério na seleção.

 

Supercompactação
Se o currículo muito extenso é prejudicial, o contrário também acontece. Portanto o ideal é ser objetivo mas sem omitir informações importantes.

 

Cursos não relacionados com a área de interesse
Reflita se cabe ou não mencionar aquele curso de Meditação que você fez. Dependendo da cultura da empresa podem avaliar de forma positiva ou negativa esta atividade que não está diretamente relacionada com o cargo pretendido.

 

Viagens
Assim como o item acima, reflita se as viagens feitas agregam valor ao seu conhecimento ou vivência em sua carreira. Intercâmbio e cursos no exterior, por exemplo, constituem vivências internacionais sólidas e agregam valor. Por outro lado viagens turísticas devem ser mencionadas somente se houver alguma conexão com seu aprimoramento profissional.

 

Frases de efeito
Evite utilizar frases de efeito como “Sou uma pessoa de fácil adaptação a qualquer tipo de serviço” , ” Sou o profissional ideal”. É melhor você caprichar na redação de suas experiências e deixar que o recrutador enxergue seu valor.

 

Salário
Ao não mencionar o salário você corre sério risco de ser excluído se o recrutador fizer uma pesquisa no banco de currículos utilizando a faixa salarial como critério. Você pode discutir sua remuneração na entrevista.

 

Linguagem Técnica
Não abuse da linguagem técnica pois seu currículo está sendo analisado por uma pessoa de recrutamento e seleção. Utilize termos técnicos universais necessários para descrever seus conhecimentos, por exemplo,“Java e Linux”.

 

Mentiras
Nunca, jamais minta. A mentira tem “perna curta”. Lembre-se que o selecionador faz comentários em seu currículo para lembrar-se de você em oportunidades futuras.

 

Idiomas
Ao mencionar idiomas, não esqueça de especificar seu nível de conhecimento, se básico, intermediário ou fluente. Lembre-se que a verificação é feita através de testes simples e de resultados imediatos. Evite constrangimentos afirmando saber mais do que realmente sabe.

 

Escolaridade
Atualmente é desnecessário informar as escolas onde você cursou o 1º. E 2º. Graus se esta cursando ou cursou nível superior. Comece seu histórico a partir da graduação (faculdade) e demais cursos de especialização, não esquecendo de mencionar o nome da instituição de ensino e o ano da conclusão do curso.

 

Habilidades pessoais
O currículo deve ser elaborado tendo sempre em mente que é um documento para fins profissionais. Mencione habilidades pessoais, somente se for relacionada ao cargo pretendido. Por exemplo, é importante citar que você faz malabarismos se você está concorrendo à uma vaga de barman. Da mesma forma, saber patinar pode ser um diferencial importante se você for atender a frente dos caixas de um supermercado.

 

Objetivo | Área de atuação
Evite colocar mais de 3 áreas de atuação, pois evidencia que você não é especialista em alguma delas. Tente ser mais objetivo possível nesta informação.

 

Carta de apresentação
Faça uma carta de apresentação personalizada para cada empresa abordando as particularidades da vaga ou da empresa. Utilize sempre a carta de apresentação se você é um profissional que está mudando de área de atuação, é necessário esclarecer esta questão ao selecionador antes que seu currículo seja avaliado.

 

Network
Sabe aquela sua agenda de contatos? Essa é uma ferramenta poderosíssima no momento de uma recolocação. Prepare um email para informar seus contatos que está disponível no mercado e peça que o avisem se houver oportunidade de trabalho onde estão colocados.

 

Mantenha-se atualizado
Mantenha-se sempre atualizado. Frequente palestras, seminários e eventos que possam trazer informações, tendências e aprimoramento profissional. Aproveite o tempo livre e faça cursos online, leia todas as notícias do Brasil e do mundo. É comum na entrevista o selecionador fazer perguntas para medir seu conhecimento de assuntos do cotidiano, economia, tendências etc. Esteja preparado !

 

Coloque em prática essas dicas e potencialize suas chances de ser chamado para disputar uma vaga. Lembre-se procurar emprego é um trabalho. Boa Sorte!

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail