Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Porteiro

O porteiro é o profissional que fica na guarita dos condomínios e prédios comerciais e realiza o primeiro atendimento ao público. Além de cumprir as obrigações habituais como ajudar os usuários do prédio a entrar no elevador, fazer a limpeza do edifício e atender às pessoas que chegam para pedir informações, deve ter conhecimento de equipamentos eletrônicos para que ele possa ser usado na garantia da segurança dos condomínios.

+ ver mais
6 anúncios encontrados VER: Detalhes | Lista
 

Controlador de acesso (1 vaga)

Publicado em 20/04/2016
Desejável um ano de experiência na área de portaria. Será responsável pelo controle de entrada e saída de pessoas e veículos em condomínio residencial. Escala 12x36 das 7h às 19h. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
ALPHA PROTEÇAO
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (1)
 

Controlador de acesso (50 vagas)

Publicado em 15/04/2016
Experiência de seis meses na função. Irá controlar entrada e saída de pessoal direcionar para o setor desejado. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
SOLUÇÕES SERVIÇOS
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (50)
 

Porteiro (10 vagas)

Publicado em 14/04/2016
Experiência na função. Irá atuar no controle de acesso de pessoas e/ou veículos e correspondências de condomínio residencial. Vaga para Butantã. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
GRUPO ANSERV
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (10)
 

Porteiro (1 vaga)

Publicado em 11/04/2016
Será responsável por manobrar os veículos dos moradores em condomínio residencial e realizará serviços de portaria. Precisa de habilitação categoria B. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
GRUPO ALPHA
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (1)
 

Porteiro (4 vagas)

Publicado em 14/03/2016
Irá efetuar o controle de acesso e movimentação de veículos e pessoas nas portarias, preenchendo autorizações de entrada, cadastros e outros relatórios. Controlar através de registros em planilhas ou impressos próprios, a entrada e saída de materiais e prestadores de serviço. Confeccionar relatórios, a produzir anotações em livro de ocorrências. Recepcionar, cadastrar, anunciar e encaminhar visitantes, prestadores de serviços as pessoas procuradas. Atender as chamadas telefônicas na portaria e se necessário transferir para os respectivos destinatários. Atuar como facilitador na resolução de problemas. Cumprir procedimentos internos. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
Fortknox
Cidade:
  • ITAPEVI/SP (2)
  • SAO PAULO/SP (2)
 

Controlador de acesso (2 vagas)

Publicado em 22/07/2014
Ensino fundamental completo. Controlar entrada e saída de moradores e visitantes e prestadores de serviços, condomínio residencial Escala 12x36 horário diurno. Ter fácil acesso a Região de Perdizes. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
Defenza Segurança Ltda
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (2)
 

Porteiro

Sinônimos:

  • Controlador de acesso
  • Orientador de acesso
  • Agente de portaria

Em outras épocas, para se considerar apto para exercer a profissão de porteiro, bastava o candidato ter uma relação com os moradores dos condomínios ou entre os funcionários de um edifício comercial. No entanto, o mercado precisa de profissionais com muitas outras aptidões para que ele tenha sucesso dentro dessa profissão.

 

O Código Brasileiro de Ocupações (CBO) propõe que os porteiros zelem e vigiem pelo patrimônio em prédios residenciais e comerciais, públicos, privados e outros estabelecimentos. Ser porteiro atualmente é muito mais que abrir e fechar portas e portões, o que faz com que o mercado exija, cada vez mais, profissional capacitado.

 

Graduação necessária

Alguém que deseja se profissionalizar como porteiro não precisa de um diploma de curso superior. O ensino fundamental completo já credencia uma pessoa a trabalhar como porteiro. O Sindicato dos Empregados de Edifícios Comerciais e Residenciais de São Paulo, por exemplo, oferece aos associados o curso supletivo (alfabetização, ensino básico e fundamental). Porém, em decorrência da constante atualização do profissional da área, sindicatos específicos ou até mesmo as empresas contratantes oferecem cursos que podem melhor no exercício da profissão.

 

Os interessados e até profissionais que já atuam na área são orientados a fazer cursos que vão auxiliar nas relações com o público, como telemarketing, oratória e atendimento ao público. Conhecimento em informática também é fundamental, já que guaritas de determinados prédios são completamente informatizadas, tanto no sentido de monitoramento quanto de atendimento. O Sindicato dos Empregados de Edifícios Comerciais e Residenciais de São Paulo ainda oferece ao porteiro curso de Aperfeiçoamento Profissional em Zeladoria e Portaria que dura 12 dias e que o profissional ganha noções em elétrica e hidráulica, prevenção e também combate a incêndios, tratamento de piscinas, segurança patrimonial, controle de pragas.

 

Além desse curso, o porteiro tem a opção pelo curso de Ascensorista em que o profissional adquire conhecimento sobre o funcionamento do sistema de elevadores, o papel do ascensorista, a comunicação, a segurança e os primeiros socorros. CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) tem como objetivo, segundo o sindicato, de treinar o trabalhador na prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Além desses, são oferecidos ainda ao profissional cursos de informática e inglês.

 

Regulamentação da carreira

O Projeto de Lei nº 3.886, de 1993 regulamenta a profissão de Porteiro, descrita como empregado de edifícios e dá outras providências que tem autoria do então deputado José Aníbal.  Ele vem como o substitutivo do Projeto de Lei nº 374, de 1995, do Deputado Álvaro Valle e do Projeto de Lei nº 680, de 1995, do Deputado Júlio Redecker que completam benefícios ao exercício da profissão.

 

Especializações Possíveis

Não há especializações necessárias ao Promotor de Vendas.

 

Aptidões exigidas

Foi falado que, atualmente, simpatia e educação não são os únicos pré-requisitos para uma pessoa ser um bom porteiro. Além disso, ele precisa ter conhecimento básico em informática, relações pessoais, pequenas manutenções e saber zelar pela segurança do local onde trabalha. Algumas empresas na capital e interior de São Paulo exigem ainda que o profissional tenha ensino médio completo e boa aparência, por exemplo, homens com a barba sempre feita o que confirma ainda mais a profissionalização da carreira.

 

Campos de atuação

De acordo com a lei que regulamenta a profissão, o porteiro pode trabalhar em hotéis, quando ele identifica e controla o fluxo de pessoas, orientando e encaminhando os hóspedes para os quartos juntamente com sua bagagem; o porteiro pode trabalhar em edifícios, tanto comerciais quanto de condomínios residenciais em que ele zela pela guarda do patrimônio, coíbe a entrada de pessoas estranhas, além de realizar serviços simples de manutenção do local e também inspeções para evitar acidentes e entrada de pessoas tanto na guarita quanto no ambiente de trabalho. O porteiro também exerce a profissão em locais de diversão, onde além de ajudar a zelar da segurança do local, controla e orienta a entrada de pessoas credenciadas a entrar no local.