Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Fonoaudiólogo

O FONOAUDIÓLOGO é o terapeuta que previne e diagnostica distúrbios de linguagem e audição , aplicando métodos e técnicas de tratamento e reabilitação. Identifica problemas como: surdez, mudez, gagueira e de dicção. Atua também na área de saúde do trabalhador, visando à prevenção, identificação e correção dos distúrbios funcionais de audição ou fala.

+ ver mais
4 anúncios encontrados VER: Detalhes | Lista
 

Fonoaudiólogo (1 vaga)

Publicado em 12/11/2014
Necessário possuir os aparelhos para Audiomentria e Impedanciometria. Realização de exames de audiomentria e impedanciometria em pacientes em tratamento de fonoaudiologia na clínica. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
CLINICA MCM
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (1)
 

Fonoaudiólogo (3 vagas)

Publicado em 13/10/2014
Ensino superior completo. Desejável experiência na área. Atuará com projetos de saúde vocal, promoção e prevenção da saúde, avaliação vocal ocupacional, treinamentos, palestras, oficinas, orientação para voz profissional e comunicação. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
Confidencial
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (3)
 

Fonoaudiólogo (1 vaga)

Publicado em 23/09/2014
Ensino superior completo. Irá atuar com atendimento interno e externo, realização de PCA. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
SESTWORK
Cidade:
  • SAO PAULO/SP (1)
 

Fonoaudiólogo (2 vagas)

Publicado em 09/09/2014
Ensino superior em Fonoaudiologia. Experiência com crianças adolescentes e adultos com atraso de linguagem, transtorno do desenvolvimento e deficiência mental. ( síndrome de down, autismo, TDAH, entre outros) Dias alternados para trabalhar na Barra da Tijuca. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
Confidencial
Cidade:
  • RIO DE JANEIRO/RJ (2)
 

Fonoaudiólogo

O Fonoaudiólogo em prol da saúde coletiva e melhoria da comunicação

 

Os primeiros registros de atuações que podem se considerar como exercícios da Fonoaudiologia aconteceram na época do Império com a criação do Imperial Colégio, voltado para meninos cegos, em 1854. No ano seguinte foi criado o Colégio Nacional, destinado ao ensino dos deficientes auditivos. Nos anos 60 foram instituídos os cursos da Universidade de São Paulo e da PUC de São Paulo voltados à formação de técnicos em fonoaudiologia. Mesmo com registros dessa época, e com movimentação pró-regulamentação registrada desde a década de 70, a Fonoaudiologia é considerada uma profissão nova já que a regulamentação aconteceu em 1982. A partir daí, foram criados conselhos federais e estaduais que regulamentam e fiscalizam o exercício da profissão, além do código de ética revisado na década de 90 pela evolução da fonoaudiologia e o crescimento do número de profissionais. Em geral, a fonoaudiologia é a ciência que pesquisa e prevê, além de diagnosticar e reabilitar a voz, a audição, a motricidade oral, leitura e escrita.

 

Graduação necessária

 

O curso de graduação tem no mínimo quatro anos. Em algumas universidades que oferecem o curso no período noturno a graduação é de cinco anos. Como é um curso da área da saúde, disciplinas como anatomia e fisiologia fazem parte da grade curricular. Em seguida, os alunos passam a ter contato com a área de linguagem, audição, e de voz, que é a parte prática da atuação do fonoaudiólogo.

 

Regulamentação

 

A Lei que rege a profissão de Fonoaudiólogo no Brasil é a Lei nº 6.965, sancionada em 9 de Dezembro de 1981 e regulamentada pelo Decreto nº 87.218, de 31 de maio de 1982. Para ter a graduação qualificada, independente se o fonoaudiólogo é formado em cursos à distância ou na faculdade presencial, o profissional precisa fazer uma prova após receber o diploma para que tenha o título de especialista no Conselho Federal de Fonoaudiologia. Mesmo podendo atuar normalmente, a orientação é de que o fonoaudiólogo tenha o aval do Conselho Federal de Fonoaudiologia, além dos Conselhos de cada estado para atuar na profissão.

 

Áreas de atuação

 

Nos primeiros anos do curso de Fonoaudiologia depois de sua regulamentação, o aluno se formava focado apenas nos trabalhos com voz ou áudio. Atualmente, o Ministério da Educação (MEC) exige que a universidade tenha uma visão generalista da profissão, e que o aluno saia da faculdade com, pelo menos, noção de todas as áreas em que pode atuar. Durante a graduação, o estudante de fonoaudiologia tem contato com seis áreas. São oferecidos pós-graduação, mestrado e doutorado dentro de todas as áreas, além de especialização em Fonoaudiologia, em que o profissional atuaria em distúrbios da comunicação. As principais escolas para as especializações estão nas capitais, onde apareceram as primeiras faculdades em fonoaudiologia.

 

Audiologia

 

O fonoaudiólogo vai trabalhar com a otorrinolaringologia, diagnosticando o problema de audição e elaborando programas para a reabilitação, entre elas, a colocação do aparelho auditivo e a realização do treinamento para que o paciente se adapte ao uso do aparelho. O profissional pode ainda prevenir problemas de audição, realizando testes e criando formas de reduzir barulho em fábricas.

 

Linguagem

 

Dentro dessa área, o profissional pode trabalhar com a pediatria, auxiliando crianças com dificuldade de aprendizado da linguagem. Em determinada ocasiões, a criança está na idade de começar a falar determinadas palavras, mas não consegue. O fonoaudiólogo vai estimular essa linguagem. A atuação do profissional também abrange o trabalho com comunicação suplementar ou alternativa em adultos que foram vítimas de acidentes ou doença grave que afetam a comunicação oral. O fonoaudiólogo também atua com a prevenção e tratamento de distúrbios como gagueira, troca de letras na fala, além de retardo de linguagem.

 

Motricidade oral

 

Através de exercícios, o profissional vai estimular os pacientes que possuem problemas com a fala, respiração, deglutição, mastigação e sucção. Através de pesquisas, o fonoaudiólogo avalia e realiza tratamentos dos pacientes com qualquer desses problemas. Os estímulos também vão trabalhar com aperfeiçoamento dos padrões de fala e estética facial.

 

Voz

 

Pessoas com problemas de comunicação na fala e na voz serão os pacientes do fonoaudiólogo nessa especialização. Profissionais que usam da voz com ferramenta de trabalho terão orientações de como usar a voz de forma adequada, sobre exercícios de aquecimento e desaquecimento e sobre determinadas situações de risco. Em conjunto com essas orientações, o fonoaudiólogo aplica técnicas para o aperfeiçoamento da articulação, respiração, entonação e pronúncia para atores, locutores, apresentadores de TV e políticos. Através dessas orientações, o profissional consegue prevenir e receber tratamento para problemas como rouquidão, sequelas de tumores e alteração no tom da voz.

 

Fonoaudiologia Coletiva

 

Considerada uma das áreas mais recentes na atuação do fonoaudiólogo, o profissional vai atuar em prol da saúde coletiva. O fonoaudiólogo realizará trabalho em conjunto com outros profissionais da saúde para eventuais melhoras da saúde em sua comunidade, região ou país.

 

Fonoaudiologia Educacional

 

Outra área recente da fonoaudiologia, em que o profissional atua como consultor, é nos trabalhos realizados dentro das escolas. Os profissionais diagnosticam problemas dentro das instituições de ensino e elaboram formas de melhorar a comunicação de alunos.