Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Fisioterapeuta

O FISIOTERAPEUTA trabalha na prevenção, habilitação e reabilitação de pacientes utilizando protocolos e procedimentos específicos de fisioterapia. Também por ser responsável por desenvolver programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida. Para o exercício dessa profissão é exigido curso superior em Fisioterapia.

+ ver mais

No momento não temos vagas disponíveis para esta profissão.

Realize uma nova busca ou navegue pelas áreas de atuação abaixo.

Fisioterapeuta

Para o tratamento de lesões musculares, ósseas, sequelas advindas de acidentes ou de AVC, reumatismo e outros, existe um profissional que, com técnicas avançadas, oferece ao paciente qualidade de vida. Com o objetivo de recuperar movimentos e ajustamento motor, o Fisioterapeuta estuda e aplica em seus pacientes técnicas de reeducação muscular, massoterapia, hidroterapia, entre outras especialidades, sempre com intuito de que o paciente tenha de volta a capacidade de se movimentar normalmente. O profissional da fisioterapia precisa dominar estrutura e funcionamento do corpo humano, pois além da parte de terapia em que o profissional diagnostica o problema no funcionamento do corpo humano, o fisioterapeuta tem a função de prevenir distúrbios que possam acontecer a partir de alterações de órgãos e sistemas. É função também do fisioterapeuta analisar os efeitos de recursos físicos e naturais sobre o corpo humano objetivando o bom funcionamento do organismo do paciente. Seja em consultórios e clínicas ou hospitais, clubes e academias, asilos, escolas ou até mesmo em residências, o fisioterapeuta sempre trabalha em prol da qualidade de vida.

 

Graduação necessária

 

O estudante que pretende exercer a profissão de fisioterapeuta deve ter o diploma de curso superior em Fisioterapia expedido em escolas de nível superior aprovadas pelo Ministério da Educação. Nos primeiros anos, o futuro fisioterapeuta vai aprofundar no conhecimento do corpo humano estudando matérias como anatomia e introdução à saúde humana. Em seguida, serão estudadas disciplinas específicas e relacionadas à prática da Fisioterapia, como massoterapia, termoterapia e cinesioterapia, que se trata do estudo dos movimentos.

 

Regulamentação da carreira

 

Antes de 1969, ano em que a profissão foi regularizada, o fisioterapeuta já prestava em beneficio de diversas pessoas. A Fisioterapia foi regulamentada através do Decreto Lei nº 938 de 13 de outubro de 1969 e pela Lei Federal nº 6.316 que garantiram a legalidade no exercício da profissão.

 

Especializações possíveis

 

A especialização é um passo importante na carreira de um fisioterapeuta. No entanto, a recomendação é de que o profissional da fisioterapia participe de congressos para se manter em constante atualização. Em relação às especializações, existem aquelas que são regulamentadas pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) que tem a duração entre seis meses e um ano. Dentre as reconhecidas pelo conselho estão a especialização em Fisioterapia Dermato Funcional para um profissional que dará assistência a pessoas com alterações nas funções da pele e estruturas; Fisioterapia do Trabalho, em que o profissional procura promover a recuperação dos trabalhadores submetidos aos riscos das condições de  trabalho; Fisioterapia Esportiva em que o fisioterapeuta ajuda a restabelecer ou manter o estado de saúde para a prática esportiva; entre outras, como Fisioterapia Neuro Funcional, Onco-Funcional, Respiratória, Traumato-Ortopédica Funcional, Urogineco-Funcional (voltada ao tratamento dos indivíduos com alterações nas funções geniturinárias e reprodutivas), Acupuntura etc.. Em todas as especialidades, o profissional para exercê-las terá que ter a certificação expedida pelo órgão que regulamenta a profissão.

 

Campos de atuação

 

O fisioterapeuta atua em diferentes áreas que possuem diversas técnicas, vários procedimentos, inúmeras metodologias e abordagens para avaliar, tratar e minimizar, além de prevenir e curar problemas no movimento. Dentre as atividades exercidas pelos fisioterapeutas incluem recuperar a capacidade respiratória de pacientes, promover o desenvolvimento de bebês e crianças com problemas neurológicos no mérito de problemas motores, além do estímulo à musculatura e treinar a coordenação motora de pessoas idosas ou problemas nas articulações; realizar em pacientes com problemas de coluna, seja por deformidades ou problemas adquiridos pela postura, o fortalecimento da musculatura através de exercício de alongamento, pilates ou Reeducação Postural Global (RPG). Para diversos campos de atuação, os fisioterapeutas utilizam desde a técnica com a eletricidade, de raio ultravioleta, laser ou infravermelhos, dos estímulos de calor ou frio a exercícios na água para melhorar a movimentação, estimular a circulação, além de diminuir as dores em pacientes com fraturas e traumas.

 

Aptidões desejáveis

 

Devido o perfil dos pacientes que procuram o profissional da fisioterapia, uma das aptidões exigidas como fundamental em quem pretende exercer a profissão é a paciência, além da sensibilidade tátil e habilidade manual. Autocontrole e coordenação motora são importantes na hora de tratar os pacientes que sofrem de doenças que dificultam a capacidade de movimento. Dentre outras características exigidas estão a capacidade de concentração e observação.