Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Contador

O CONTADOR legaliza empresas, elaborando contrato social/estatuto e notificando encerramento junto aos órgãos competentes; administra os tributos da empresa; registra atos e fatos contábeis; controla o ativo permanente; gerencia custos; administra o departamento pessoal; prepara obrigações acessórias, tais como: declarações acessórias ao fisco, órgãos competentes e contribuintes e administra o registro dos livros nos órgãos apropriados; elabora demonstrações contábeis.

+ ver mais

No momento não temos vagas disponíveis para esta profissão.

Realize uma nova busca ou navegue pelas áreas de atuação abaixo.

Contador

Sinônimos:

  • Contabilista
  • Subcontador

A contabilidade é uma das profissões que oferecem mais opções para o profissional que deseja atuar na área contábil. Ao longo da história, que no Brasil teve início em 1945 com a criação do curso de ciências contábeis, o grande desafio do contador é a atualização profissional. Dados históricos comprovam que a evolução das ciências contábeis é diretamente proporcional ao desenvolvimento das atividades empresariais e, principalmente, da economia.

Antes da profissão mais antiga do país ? e também uma das mais antigas do mundo, constam registros de 8.000 a.c ? ser regulamentada, os contadores eram vistos apenas como pessoas que guardavam um amontoado de papéis em armários. Efetivamente, o profissional de Ciências Contábeis foi reconhecido nos anos 70, o que não significou a diminuição de burocracias.

No entanto, em 2006, foi criado Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) que fazia parte do Projeto de Modernização da Administração Tributária e Aduaneira (PMATA) da Receita Federal. Através dele, seriam implantados novos processos através de sistemas de informação integrados, tecnologia da informação e uma estrutura logística, adequando o profissional contábil a uma função mais consultiva.
O SPED não contribuiu apenas para tornar o trabalho mais transparente, pelo fato dos dados serem checados imediatamente no sistema. Com ele, o conjunto de documentos e declarações fiscais e contábeis exigidos dos contribuintes passou de 350 tipos de informação para 1.300. São números que exigem que a palavra de ordem para o contador de sucesso seja atualização.

 

Graduação necessária

 

Os primeiros passos da profissão de contador se deram com a criação do ensino comercial, em 1931. O curso de ciências contábeis foi criado em 1945 para que os profissionais adquirissem conhecimentos teóricos e técnicos suficientes para detectar os problemas de uma empresa e recomendar soluções. O estudante que deseja ser um contador deve prestar vestibular para o curso de Ciências Contábeis - Bacharel, com duração de quatro anos. Entretanto, o aluno que pretende lecionar em faculdades do curso da área contábil deve optar pela opção Ciências Contábeis ? Licenciatura com o mesmo tempo de duração. Com a conclusão do curso, o profissional terá que ser capaz de exercer funções técnicas de registro, além de elaborar demonstrações contábeis e conhecimentos acadêmicos. Tudo isso, visando soluções para causas e efeitos que determinado fato possa provocar sobre uma empresa.

 

Regulamentação da carreira

 

Segundo informações do Conselho Federal de Contabilidade, o Contador poderá exercer a profissão somente se for registrado no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de sua jurisdição. O registro profissional do contador pode ser provisório concedido pelo CRC aos profissionais que ainda não possuem diploma ou certificado de bacharel em Ciências Contábeis e técnico em Contabilidade e o definitivo para quem já possui o diploma ou o certificado. Caso haja mudança de jurisdição, o contador receberá o registro transferido, seja provisório ou definitivo.

 

Especializações possíveis

 

O contador devidamente graduado terá um leque considerável de opções no momento em que for escolher sua área de atuação devido à constante atualização da área. Dentre algumas, o contador pode ser analista financeiro, contábil ou de balanços. São oferecidas especializações em contabilidade de custos, recursos humanos, ambiental, doméstica, empresarial, fiscal, aplicada, estratégica, internacional e nacional, social, tributária e orçamentária. Além dessas atuações diversas, o profissional contábil ainda pode optar por se especializar como auditor ou perito.

 

Aptidões desejáveis

 

O contador durante sua carreira terá acesso a informações privilegiadas de organizações públicas e privadas. Diante da necessidade do sigilo desses elementos, mais do que qualquer profissional, o contador precisa reforçar sua postura e atitude ética. É a principal característica que vai garantir a vitalidade do profissional contábil no mercado somada à organização, principalmente no planejamento de trabalho, outro requisito básico para o contador além da íntima relação com cálculos matemáticos. Diante de tantas evoluções à sua frente, o contador precisa ser flexível e conseguir se adaptar a todas as propostas do mercado, sem perder a postura crítica e atenção aos detalhes. Serão características imprescindíveis para que tenha uma visão ampla no momento de decisões e aplicações de soluções aos problemas apresentados ao profissional.

 

Campos de atuação

 

Seja com objetivos acadêmicos ou operacionais, a Contabilidade apresenta diversas ramificações. Dentre algumas, o contador pode atuar como agregado de pessoas jurídicas, atuando em departamentos fiscais, pessoais ou escrituração contábil. O profissional que optar em atuar como auditor interno, executará auditoria contábil e operacional apresentando certa independência dentro da entidade. Caso contrário, sendo subordinado ao departamento contábil ou administrativo, pode sofrer pressões durante execução dos trabalhos. O auditor externo, que tem como objetivo emitir um parecer sobre as demonstrações financeiras, deve ser o mais independente da empresa possível; o profissional de contabilidade também pode ser dono do seu próprio negócio ou sócio de escritório contábil elaborando demonstrações contábeis; perito contábil como funcionário público, atuando como agente fiscal de tributos federal, estadual e municipal ou demais atividades que envolvem o patrimônio das pessoas jurídicas. Entre outras diversas funções agregadas ao consultor, exerce ainda a função de analista de contabilidade, assessor contábil, onde o profissional contribui com prestação de serviços e pesquisador. Aquele que fizer o curso e optar por licenciatura, trabalhará lecionando em universidades, pós-graduações, mestrados, doutorados, conforme graduação do profissional. A atividade acadêmica pode ser divida em contabilidade básica, Intermediária e superior, contabilidade teórica e Ciências Contábeis.

 

Certificações

 

A Contabilidade é regulamentada 27 de maio de 1946, pelo Decreto-lei nº 9295/46, especificado pela resolução do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) nº 560 de 28 de outubro de 1983 em que rege o exercício da profissão por profissionais devidamente habilitados sob a proposta de a contabilidade ser uma Ciência Aplicada.