Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Chaveiro

O CHAVEIRO planeja a instalação e instalam produtos e acessórios em veículos e residências (alto-falantes, amplificadores, geradores de áudio, alarmes, caixas acústicas, cortinas, persianas, portas sanfonadas, box), agendando a instalação, programando e executando o serviço. Realiza serviços de abertura de portas, conserto de fechaduras, modelagem, confecção e cópia de chaves. Repara produtos, localizando defeitos e causas dos defeitos, substituindo, ajustando, limpando e lubrificando peças.

+ ver mais

No momento não temos vagas disponíveis para esta profissão.

Realize uma nova busca ou navegue pelas áreas de atuação abaixo.

Chaveiro

Sinônimos:

  • Auxiliar de chaveiro

Confiança, disponibilidade e informação garantem o sucesso do chaveiro

 

A chave para o sucesso de um chaveiro profissional é confiança. Ser um chaveiro vai muito além de fazer cópias de chaves. A troca do segredo de fechaduras e a manutenção das mesmas com um bom funcionamento exigem que o cliente saiba para quem está dando tamanha acessibilidade à privacidade. Além disso, quem pretende trabalhar no ramo tem que estar disponível qualquer hora do dia. Afinal, fatalidades não têm hora para acontecer. No entanto, só a confiança e disponibilidade não vão fazer do chaveiro um profissional próspero no mercado. O chaveiro precisa ser estruturado para oferecer um serviço de qualidade ao consumidor. Hoje em dia, o chaveiro não é um serviço simplesmente artesanal como poderia se considerar em outras épocas em que um amador com habilidades poderia atuar na área. Frente à globalização e ao surgimento de novas tecnologias e opções, o profissional precisa agregar conhecimentos através de cursos. As fechaduras mais modernas possuem tecnologias avançadas ao ponto de que algumas chaves de carro ou de casa precisam ser encaminhadas a laboratórios para fazer consertos e manutenção.

 

Legislação

A profissão ainda não foi regulamentada. Em 2005, a Comissão de Educação e Cultura rejeitou o Projeto de Lei 1404/03, da deputada Maninha ? PT-DF, que regulamentava o exercício da profissão de chaveiro, juntamente com a de instalador de sistema de segurança que seria regulamentada pelo mesmo PL. A proposta estabelecia que os profissionais das duas profissões não poderiam ter antecedentes criminais e tinham que comprovar habilitação em curso específico mantido por entidades habilitadas, fossem elas oficiais ou privadas. Especificamente em São Paulo, em 2002, foi aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado a Lei Nº 11.066 (Projeto de lei nº 248/2000, do deputado Pedro Mori - PSB) que regulamenta a profissão e os cursos de formação. Porém, ela ainda não foi regulamentada. Quando começar a valer, os profissionais e os cursos terão um cadastro na Secretaria de Segurança Pública. Enquanto isso, as escolas no Estado para conseguir autorização de ministrar o curso precisam ter cadastro no Conselho Estadual de Educação.

Graduação

 

Para ser Chaveiro não é necessário curso superior. Existem cursos de chaveiro em que o interessado tem acesso a todos os elementos que o credencia a atuar na profissão. Em alguns cursos, além do conteúdo técnico, o profissional é preparado para atender clientes. Dentre as disciplinas que o chaveiro terá acesso durante os cursos estão os tipos de fechadura mais usados no mercado e as formas de como trabalhar com elas, como fazer cópias simples, seja com lima ou com máquinas copiadoras e chaves sem modelos, como mudar os segredos, como abrir portas sem as chaves originais seja para residência ou veículos, quais são os tipos de cadeados, tipos de trancas de segurança para portas de aço e como funcionam os mecanismos de segredos dos cofres e técnicas para realizar a abertura de cofres.

 

Áreas de atuação

 

O mercado de trabalho de um chaveiro é amplo, afinal todo mundo tem chaves, já as perdeu um dia ou deixou acidentalmente dentro do carro e travou as portas.  O Chaveiro pode - como tradicionalmente alguns profissionais da área preferem - abrir o próprio negócio e trabalhar por conta própria. Existem, porém, possibilidades de trabalhar como empregado, profissional liberal, prestador de serviço, ou chaveiro especializado, como de chaves eletrônicas. O profissional pode trabalhar como chaveiro predial ou de móveis, com conhecimento em fechaduras de armários, gavetas de mesas, baús, abrangendo desde a confecção de chaves à abertura das fechaduras. No entanto, o mercado carece de profissionais e o Chaveiro profissional poderá encontrar emprego em seguradoras oferecendo serviço em cofres, unificação de segredos (fazer com que duas fechaduras diferentes possam ser abertas com a mesma chave) e mestragem ou em instituições que ofereçam serviços semelhantes, mas em áreas de atuação diferentes como operadoras de cartão de crédito. Outra área em que os chaveiros profissionais podem atuar é como chaveiro de automóveis e outros veículos como embarcações e aviões.