Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

Analista de custos

O ANALISTA DE CUSTOS calcula os custos reais de materiais, produtos ou acessórios de manufatura e revenda, comparando-os com pré-cálculos baseados nos planos de fabricação, mão-de-obra, padrões e oscilações do mercado superior, para constatar as causas dos custos altos ou baixos e determinar, por estimativa, o preço da venda dos produtos.

+ ver mais
2 anúncios encontrados VER: Detalhes | Lista
 

Analista de custos (1 vaga)

Publicado em 05/07/2017
Elaborar e analisar demonstrativos de resultados, custos e despesas para tomada de decisão gerencial e formação de preço de venda; Propor melhorias nos processos visando a melhoria dos processos, redução de custos e ganho de produtividade; Manter informações atualizadas no sistema de custeio e precificação do produto; Acompanhar as auditorias de controle de estoques. Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
KEEP TALENT
Cidade:
  • GASPAR/SC (1)
 

Analista de custos (1 vaga)

Publicado em 05/07/2017
Contratamos Analista de Custos com inglês! Leia mais sobre o anúncio
Empresa:
Link Talentos
Cidade:
  • BLUMENAU/SC (1)
 

Analista de custos

A responsabilidade de otimizar os gastos da produção

 

Seja em grandes indústrias ou em um pequeno empreendimento que tenha linhas de produção, o Analista de Custo é o responsável dos recursos que uma empresa possui destinados a essa fabricação. É o profissional da análise de custos quem vai otimizar os recursos de uma empresa, melhorando o máximo possível a performance de produção e verificando, na linguagem da economia, as ?torneiras abertas? que devem ser fechadas, os excessos que devem ser limados no setor de produção. O Analista de Custo trabalha com monitoramento e análises dos gastos ocorridos no setor produtivo. O profissional vai gerar resultados que possibilitem a redução desses gastos na área de produção, além de melhorar as operações e eficiência da empresa.

 

Graduação

 

A graduação específica para o Analista de Custo ainda não é oferecida no mercado. No entanto, é recomendável que o profissional tenha sua graduação em uma das áreas gerenciais como Contabilidade, Economia ou Administração. O Engenheiro de Produção que também tem acesso à teoria dos custos pode atuar como Analista de Custos. No caso do Contador, ele possui a disciplina de Contabilidade de Custos em sua grade curricular, que serve como uma habilitação técnica. Na disciplina Microeconomia, o economista estuda a Teoria da Produção que também capacita tecnicamente o economista para trabalhar nessa área. No curso de Administração, os estudantes são orientados na disciplina de Administração da Produção em que ele também se torna capacitado.  Além da capacitação técnica do profissional que vai atuar como Analista de Custos, que é o alicerce do profissional já que ele terá condição de discutir o que ele acredita que pode ser viabilizado, propor mudança para a redução desses gastos, o profissional precisa ter conhecimento profundo na área de produção. Para isso, recomenda-se que o estudante aproveite as oportunidades e faça estágios e programas de trainee para colocar em prática o conhecimento técnico.

 

Legislação e regulamentação

 

Não existe a regulamentação exclusiva para o Analista de Custo. Ele deve estar regulamentado dentro das profissões que ele possui a graduação.  No caso dos Contadores, Administradores ou Economistas os profissionais devem estar credenciados pelos respectivos conselhos estaduais e federais para atuar pela profissão e, consequentemente, se especializar.

 

Áreas de atuação e Especialização

 

Quando se refere ao Analista de Custo e produção, imediatamente se lembra de grandes indústrias. No entanto, quando se pensa no micro, é observado que a produção faz parte de todos os setores, pois os custos aparecem desde a contratação de pessoas, o formato que elas trabalham, a otimização de materiais para produção. Qualquer setor da economia que produza, que transforme, pode ter a atuação do analista de custo. Em restaurante, por exemplo, a cozinha é um processo de produção. Se a pessoa não padronizar o processo terá prejuízos. Se o cozinheiro gastar 5g de carne a mais em uma receita, seja ela qual for, devido ao volume de venda, pode causar um custo a mais de R$ 15 a R$ 20 mil ao ano. Os profissionais de Contabilidade, Administração, Economia ou Engenharia de Produção pode fazer cursos de especialização na área de custos e produção.