Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

03/10/2014 - 11h45

Geração Z: atenção à postura e à imagem que transmite na empresa

Da redação Emprego Certo

Os mais jovens trabalhadores já chegaram ao mercado. Nascidos em meados dos anos 1990 e conhecidos como geração Z, têm dificuldade para manter o foco, mas podem resolver vários problemas ao mesmo tempo. Têm muito conhecimento das novas tecnologias e mídias, mas não querem ficar muitos anos na mesma empresa. Estão desafiando o mercado para melhorá-lo, mas não parecem querer seguir as regras do mundo corporativo.

 

Não é difícil vê-los reclamando de seus chefes e obrigações em redes sociais e lugares públicos e, com isso, podem gastar muita energia com “mimimi” ao invés de focarem no que realmente importa. Às vezes, até desrespeitam a confidencialidade inerente às suas funções e os seus colegas de trabalho, incluindo chefes.

 

Segundo Rafael Beran, consultor para empresas e profissionais do Instituto Pieron, um dos problemas desses jovens não está na reclamação em si, mas na forma como expressam esse descontentamento. “Como se comportar num ambiente profissional é atemporal, os princípios de respeito, deferência, responsabilidade, boa educação e confidencialidade nunca caíram em desuso, independentemente de quaisquer mudanças tecnológicas”, afirma.

 

Como cresceram em contato direto com a internet e toda a tecnologia que se relaciona a ela, sentem que esse espaço é deles. Isso não é um problema, o erro é ultrapassar os limites padrões de discrição e respeito do mundo corporativo no universo virtual como se seus chefes não fizessem parte dele.

 

Se você é dessa geração ou quer contribuir com alguém que faz parte dela, o Beran deixou algumas dicas “de ouro” para não manchar a reputação na empresa e com outros profissionais.

 

1. Direcione a reclamação

Resolva problemas por meio dos canais formais existentes e com os envolvidos na questão. Lembre-se que o chefe é a pessoa indicada para tratar da maior parte deles.

 

2. Não lave roupa suja em público

Não reclame de situações da empresa em que trabalha publicamente, muito menos por meio de redes sociais. O profissional tornaria a própria imaturidade mais aparente e poderia estar colocando a confidencialidade das informações da empresa em risco.

 

3. Invista no emprego certo

Procure um emprego que você valorize e que desafie suas melhores habilidades. Essa é a melhor forma de encontrar satisfação com o trabalho. E se as suas atribuições estão aquém da sua capacidade, discuta essa situação com seu chefe.

 

4. Tenha claras atribuições, responsabilidades e autoridades

Isso significa receber e dar feedback de forma transparente e profissional. Se o respectivo gestor não tem esse hábito, uma boa solução é ser proativo e buscá-los por conta própria.

 

5. Avalie a fonte das reclamações

Se os problemas não são de relacionamento com colegas, mas sim possíveis falhas que podem ser identificadas na rotina de trabalho, uma boa saída é pensar em projetos e ideias que poderiam trazer maior crescimento para o setor. Soluções são sempre bem-vindas, principalmente quando levadas de forma clara ao superior.

 

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail