Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

24/09/2014 - 11h47

Foi demitido? Saiba como lidar com a situação até encontrar um novo emprego

Da redação Emprego Certo

Perder o emprego é daqueles acontecimentos que afetam diversas áreas da vida e, por isso, provoca uma sensação de baque. Há de se pensar na carreira, em questões financeiras, pessoais, além das mudanças práticas que se traduzem no cotidiano.

 

Procurar um culpado é a reação natural mais imediata dos profissionais ao serem demitidos, segundo Maria Cândida, diretora da People & Results, apesar de não ser uma atitude frutífera.

 

“Enquanto gasto tempo procurando um culpado, deixo de investir esse tempo em refletir sobre mim mesma, meus aprendizados e o que poderia ter feito de diferente. O que tem a ver com a atitude que a pessoa tem em relação à própria carreira, no quanto ela é protagonista e no quanto é expectadora”, diz ela.

 

Veja a seguir as dicas da especialista em RH para ter atitudes protagonistas e lidar melhor com essa mudança repentina (ou não) na carreira do profissional:

 

1. Esfrie a cabeça

Logo depois da demissão, o ideal é não fazer nada importante de cabeça ainda quente. Viajar, dormir, meditar ou comer algo que a pessoa goste são algumas alternativas que ajudam a relaxar e a colocar a perspectiva no lugar certo.

 

2. Reveja seu histórico profissional

“Passado o baque, passe o filminho dos últimos anos e vá analisando quais foram os feedbacks que recebeu. Se não recebeu, a oportunidade está aí: feedback a gente tem que pedir. Quando você vai atrás, você está sendo protagonista”, aconselha.

 

Fazer revisão do histórico faz parte do processo para entender quais são os pontos que passaram despercebidos e em quais situações o profissional poderia ter tido uma atitude diferente.

 

3. Identifique suas forças

Feedbacks não servem apenas pra rever erros, mas também para perceber pontos fortes e saber onde investir energia para obter os melhores resultados. Maria Cândida salienta que quanto menos a pessoa atua em áreas ligadas a seus diferenciais, menos chance ela tem de ser bem-sucedida. E, consequentemente, mais risco de ser mandada embora.

 

4. Ative a rede de contatos

“Um dos grandes segredos da recolocação é trabalhar a rede de relacionamento. E trabalhar essa rede não é mandar currículo e pedir emprego pra uma pessoa com quem você não fala há cinco anos”, ressalta.

A especialista aconselha o profissional a não se mostrar desesperado, mas sim expor competência e os motivos pelos quais ele seria uma boa indicação a ser dada. “O recente desemprego não deve ser o assunto principal do encontro, mas é algo que vai surgir ao longo da conversa. A pessoa não pode ativar a rede só porque perdeu o emprego. Manter a rede ativada é papel de todo profissional protagonista da própria carreira”, completa.

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail