Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

03/07/2013 - 16h35

Querer nem sempre é poder!

Ontem recebi email de uma leitora da minha coluna se queixando de que nada dava certo para ela na empresa, de que estava esquecida na empresa, não tinha oportunidade, dizendo até que se sentia perseguida e humilhada pelos colegas que ocupavam cargos mais elevados que ela na empresa.

Ela estava desabafando suas dificuldades e me pediu uma orientação sobre o que deveria fazer. Como coach sempre busco ajudar as pessoas com perguntas poderosas para que reflitam sobre seu comportamento em meio a cada situação. Fiz duas perguntas a ela: O que estava fazendo para mudar e lidar com aquele cenário? Esta situação é uma boa oportunidade para desenvolver qual competência nela mesma?

Ela não gostou do meu questionamento, dizendo que só queria uma “palavra amiga”, afinal não era responsável por nada daquilo que estava acontecendo e que queria mesmo uma oportunidade para mostrar suas qualidades.

 

Muitas pessoas só querem alguém para despejarem suas lamentações e reclamações e não fazem nada para mudar aquela situação. Entendo que desabafar se faz muito importante em vários aspectos de nossas vidas e, além disso, percebo que se reclama sobre algo é porque deseja mudar aquele cenário, não e mesmo?

São aquelas pessoas que jamais ouvem os outros, seguem suas vidas sofrendo por não alcançar objetivo que desejam. São aqueles profissionais que acreditam na crença de “querer é poder”. Pois bem, querer nem sempre e poder. Acredito que este ditado popular deveria ser modificado para “Fazer é poder!” Não basta só querer, tem que fazer algo para alcançar o que quer.

Já vi gente completamente sem noção esperando que o mundo lhe traga algo só porque quer muito. Profissionais imaturos tem baixa tolerância a frustração, são mimados, folgados, possui tendência a culpar, reclamar, lamuriar, evitar responsabilidade, ter aversão a risco, apresenta resistência a mudança, vitimização, sensação coletiva de impotência e estagnação.

 

São aqueles que exigem que a vida seja fácil, então sofrem não porque a vida é difícil, mas sim porque a vida não e do jeito que querem.

 

Se identificou algumas características acima em seu comportamento, então esta na hora de reverter este quadro a seu favor. O mundo não foi construído para que você entre todas as pessoas tenha uma vida mais fácil que os outros. Se não souber lidar bem com os problemas, não saberá tomar decisões inteligentes. Então, a partir de agora vamos focar em agir mais e reclamar menos.

 

O que estou defendendo não é a ideia de que não podemos alcançar tudo o que queremos, mas, sim, de que se não soubermos lidar com as adversidades diárias e enfrentar a realidade com ação, ficaremos sofrendo como vítimas num ciclo vicioso de frustração.

Meu papel como coach vai além de uma escuta ativa, neste artigo esta direcionado como um “wake up call”, ou seja, como um despertador para que entenda que arealidade é o que ela é, e não o que você gostaria que ela fosse.

Sempre temos opção de escolha. Este artigo, por exemplo, lhe abre opções de escolhas, tais como: Você poderá utilizar estas palavras para aprender, crescer e avançar na sua carreira tomando atitudes proativas para seu benefício ou poderá usar estas palavras como mais um bom motivo para reclamar como as pessoas não te entendem e corromper sua capacidade de ação.

E ai? O que você vai escolher?

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail