Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

01/06/2012 - 15h37

Demissão responsável

Demitir faz parte das atribuições de qualquer gestor. O modo como são realizados os processos de demissão, no entanto, diferencia uma empresa da outra e revela seu modelo de gestão de pessoas e o grau de consciência de sua responsabilidade no contexto social.  Toda demissão, quando mal conduzida, tumultua o ambiente de trabalho e a vida de todos os envolvidos, mas principalmente do demitido. Não são mais justificáveis casos de demissão conduzidos sem planejamento e respeito pelo ser humano.  Portanto, vejamos alguns cuidados que o gestor deve considerar:

1. O processo da demissão deve ser planejado, neste ponto o suporte da área de RH é fundamental. Tenha certeza de sua decisão. Avalie se a decisão está baseada em fatos concretos, se não deve dar mais uma oportunidade ao funcionário ou se existem outras alternativas.

2. Prepare toda a documentação necessária e tenha sempre em mãos todos os cálculos necessários para informar ao demitido, pois a primeira coisa que o demitido pensa é no folego financeiro que terá até conseguir recolocação.

3. Convoque o demitido para uma reunião curta, cerca de 10 minutos. Não delegue esta tarefa ao RH ou qualquer outra pessoa. A demissão deve ser feita pelo chefe direto do funcionário.

4. Dê a notícia na parte da manhã e de preferência ao começo da semana. É mais facil para a equipe absorver a noticia e o demitido poderá tomar atitudes profissionais imediatas ao invés de ficar “sofrendo” durante o fim de semana.

5. Vá direto ao ponto. Uma de suas primeiras frases deve ser algo do tipo “João, esta reunião é para lhe comunicar sua demissão devido a...” Neste momento explique de forma clara e objetiva o real motivo da demissão. Nunca peça desculpas ou elogie em excesso. Frases como “Desculpe ter que fazer isto…”, “sei que é injusto, mas…” e “não queria tomar esta decisão…” somente alimentarão os questionamentos e a raiva do demitido.

6. Explique claramente o que precisa ser devolvido e o que pode ficar com o demitido, como equipamentos eletronicos por exemplo.

7. Prepare-se para administrar a reação emocional do demitido e tenha paciência. Depois de ouvir a palavra “demissão”, a pessoa pensará em mil coisas ao mesmo tempo provavelmente não prestará muita atenção no que você está dizendo. Esteja preparado para repetir algumas coisas e seja paciente.

8. Faça o assinar a documentação antes de deixar a sala.  A informação discutida na reunião deve ser registrada oficialmente na empresa.

9. Na sequencia comunique a equipe. Junte sua equipe e explique breve e objetivamente a causa da demissão, sem entrar em detalhes que exponham o demitido. Também cuide da comunicação externa, informando fornecedores e alguns clientes.

10. Reflita. O erro não foi somente do demitido. Foi também seu e da empresa, que não souberam escolher a pessoa certa para a função, ou não a souberam treinar e controlar. Avalie o que poderia mudar na organização para reduzir os casos futuros de demissão.

Essa  lista não é exaustiva. Existem muitos outros fatores que podem ser específicos a cada caso. O mais importante é que qualquer demissão seja cuidadosamente planejada. O improviso somente causará problemas profissionais, éticos, gerenciais e legais.

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail