Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

22/07/2011 - 16h50

O papel das redes sociais na contratação de pessoas

Atualmente, um assunto muito comentado e que gera dúvidas é a presença de perfis profissionais e currículos nas redes sociais. Muitos profissionais ficam em dúvida em relação à disponibilização, ou não, de seu material curricular nas diversas redes disponíveis na internet.

 

O que significa, de fato, o compartilhamento de informações profissionais nesses novos canais? Na verdade, penso na internet ou nas redes sociais como um meio das empresas fazerem seleções e como ferramentas para muitos profissionais de RH buscarem pessoas com o perfil das vagas em aberto.

 

 Ao analisar a situação, percebe-se que a triagem de currículos sempre foi realizada, desde que o RH desenvolveu os processos seletivos. Porém, há muitos anos, os profissionais se expunham enviando seus currículos para um anúncio de jornal que chamávamos, e ainda chamamos, de “anúncio fechado”. Nesse tipo de triagem, os currículos eram enviados a uma caixa postal alugada e o profissional tinha informações do processo e da empresa contratante se fosse convocado a participar do mesmo.

 

Esse fator não mudou. A diferença básica é apenas o instrumento utilizado. Anteriormente era o jornal e o correio, hoje é a internet.

 

Naturalmente, com o uso da rede, o número de pessoas que visualizam nossos dados aumentou exponencialmente, mas o princípio é praticamente o mesmo.

 

O conselho aos profissionais em busca de novas oportunidades é que não há muito a ser refletido, pois não há muitas opções.  As redes sociais e a internet vieram para ficar e estão sendo amplamente usadas para recrutar pessoas. Ficar de fora desse instrumento seria perder inúmeras oportunidades importantes e significativas.

 

Porém, como antes, devemos observar o número de informações disponibilizadas. Por exemplo, não é preciso dar detalhes de nossa experiência, mas sim fornecer na internet informações importantes e que possam formar um diferencial a respeito de nossa atuação e carreira, gerando um possível contato pessoal e assim, nesse momento, é possível dar melhores e mais detalhadas informações do seu perfil profissional.

 

É necessário, também, ter cuidado em relação à qualidade do processo seletivo do qual estamos participando, se está sendo conduzido com ética e profissionalismo. Ao invés de questionar o que as pessoas pensam em relação a você, o que precisa ser avaliado é a empresa que está realizando o processo seletivo. É nela que quero trabalhar? Seus valores estão alinhados com os meus? Há perspectivas de crescimento? São esses itens que nos farão optar por uma boa solução de carreira. As redes sociais são apenas o começo de um longo processo, onde cada profissional terá muito a refletir sobre si e sua carreira.

 

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail