Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

27/12/2010 - 19h30

O que as empresas esperam de seus colaboradores

As organizações estão em frenética e contínua busca pelos melhores profissionais que podem identificar no competitivo mercado de trabalho. Essa procura vai muito além dos canais tradicionais de recrutamento e fronteiras geográficas.

 

Grandes grupos nacionais e corporações internacionais visitam anualmente as melhores universidades do mundo a fim de seduzirem os seus melhores alunos. Esse é um exercício de guerrilha.

 

Aparentemente, esse é um processo moderno de seleção, levando-se em consideração a globalização da economia, a interdependência entre as nações e a escassez local de talento humano.

 

Mas, infelizmente, tenho de contrariar a maioria dos profissionais sobre essa questão. Esse é um método tão antigo quanto o império babilônico, 900 a.C.

 

Relata a história judaica que no terceiro ano do reinado de Jeoiaquim, rei de Judá, Nabucodonosor, rei de Babilônia, após sitiar Jerusalém, ordenou a Aspenaz, chefe de seus eunucos, que trouxesse para sua corte na Babilônia alguns dos filhos de Israel, os mais brilhantes.

 

Eis as exigências por ocasião do processo seletivo:

 

1- Jovens em quem não houvesse defeito algum, inclusive de caráter.

2- De exímia aparência e postura pessoal.

3- Instruídos em toda a sabedoria - preparados e cultos.

4- Doutos em todas as ciências – ecléticos e versáteis em diferentes saberes.

5- Entendidos no conhecimento – práticos e conhecedores da psicologia humana.

6- Que tivessem habilidades para assistirem no palácio do rei – habilidade política e diplomática –, entre outras exigências.

 

Certamente, o mundo mudou radicalmente desde os dias do império babilônico e a sociedade moderna se tornou extremamente mais complexa, imprevisível e veloz. Entretanto, as mesmas exigências feitas aos profissionais durante um processo seletivo naquela ocasião, permanecem os mesmos ainda hoje.

 

As organizações, públicas e privadas, ambicionam contratar os melhores profissionais – os mavericks. Como escrevi em outros artigos, nunca esse país necessitou tanto de homens e mulheres preparados em todos os sentidos. Os desafios são imensos e a concorrência é mortal.

 

Visitei recentemente a diretora de grande empresa multinacional e ela me disse que recebeu 18 mil currículos de candidatos ao Programa de Trainee. Indaguei-a sobre quantos candidatos haviam sido escolhidos. Ao que ela me respondeu, 25 apenas. Eis a realidade!

 

A empresa moderna, ao recrutar e selecionar seus colaboradores, entre outras coisas, espera que cada um deles exiba os seguintes atributos:

 

1- Mente analítica e questionadora – curiosidade.

 

2- Iniciativa e amor ao risco responsável – espírito empreendedor.

 

3- Ética na condução de suas atividades – caráter.

 

4- Humildade (“pés no chão”) para aprender com os próprios erros.

 

5- Imaginação fértil e capacidade para visualizar as coisas que os outros não veem – oportunidades, por exemplo.

 

6- Inteligência cultural para viver e trabalhar em qualquer parte do mundo – flexibilidade e agilidade para aprender rapidamente sobre outros povos.

 

7- Autoconfiança – seguro de si mesmo em qualquer situação no ambiente de negócios ou fora dele.

 

8- Disposição para ir em busca de novas competências.

 

9- Implacável gerenciamento do tempo.Eles são discípulos de F.-R. de Chateaubriand, escritor francês, 1768-1848, que dizia:“Todos os meus dias são adeus.” Portanto, vivem a filosofia que diz: “O tempo falta apenas para quem não sabe aproveitá-lo,” ou ainda “As pessoas que nunca têm tempo são aquelas que produzem menos.”

 

10- Espírito solidário e voluntarista. É inteiramente impossível formar uma equipe de alta performance sem esses elementos. Se eles não estiverem presentes, todo o esforço empreendido será inócuo e infrutífero. Aqui vale recordar a recomendação do Cristo que diz: “Se alguém pede para que caminhes uma milha, caminhes duas com ele.” É esse o espírito.

 

Caro leitor, essas exigências não esgotam as virtudes de um profissional vencedor. Quero apenas estimulá-lo a refletir sobre o assunto e ajudá-lo a empreender uma carreira de sucesso no próximo ano. Boa sorte!

 

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail