Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

06/09/2010 - 10h03

A segunda entrevista - como se portar?

"Quando vemos um gigante, temos primeiro de examinar a posição do sol e observar para termos certeza de que não é a sombra de um pigmeu".
Georg Philipp Friedrich von Hardenberg, 1772-1801
Poeta e escritor alemão, Fragmentos


O processo seletivo torna-se cada dia mais complexo, demorado e exaustivo. Há determinados processos que se arrastam por meses a fio - 6 a 12 meses - antes de sua conclusão. Certamente, esses são casos incomuns.

A duração média de um processo seletivo bem conduzido é de 3 a 6 meses. Essa demora se justifica:


  • Escassez de mão-de-obra qualificada.

  • Quase sempre os melhores profissionais estão trabalhando e não estão dispostos a fazer uma mudança facilmente sem que sejam altamente recompensados.

  • A dificuldade de conciliar as agendas de trabalho dos executivos envolvidos no processo seletivo. Consequentemente, torna-se difícil marcar as entrevistas com os candidatos em potencial na velocidade desejada.

  • A preocupação da empresa em identificar, escolher e recrutar o melhor profissional para os seus quadros, entre outras questões.

Tanto rigor nos processos seletivos é algo real e que deixa muitos profissionais angustiados, ansiosos e estressados. Como escrevemos em artigo anterior, esse é um processo de exclusão, no qual somente os melhores e os mais preparados sobrevivem.

Infelizmente, muitos profissionais não passam da primeira entrevista. Eles são eliminados imediatamente do processo pelas mais diferentes razões. Entretanto, aqueles que conseguem prosseguir no processo, muitas vezes, não têm uma estratégia clara e definida sobre como devem se conduzir a partir de sua aprovação inicial. Em geral, eles usam o mesmo discurso. Porém, em cada fase eles são avaliados sobre diferentes perspectivas - técnica, gerencial, comportamental, perfil psicológico, entre outras exigências para o exercício da posição. Além disso, o candidato esquece que em cada nova entrevista, ele interage com pessoas com visões, interesses, necessidades e papéis distintos nas organizações - consultora e diretor de recursos humanos, diretores diversos, presidente, etc.

Consequentemente, para cada entrevista é preciso ajustar o seu discurso e argumentar dentro do foco de interesse e especificidade de cada interlocutor. Se não o fizer, morrerá na praia. O que acontece com a maioria.

Caro leitor, se você está em processo de transição de carreira, recolocação, ou cogita fazê-la em breve, sugerimos que observe e reflita sobre as nossas recomendações:

1- Apresentação pessoal
Nunca se apresente com a mesma roupa. Surpreenda o seu entrevistador sempre, porém com sobriedade e discrição. Friso, como reza a sabedoria, que você dificilmente terá uma segunda oportunidade para causar uma excepcional primeira impressão.

2- Presença e postura pessoal
Observe as regras de civilidade. Pontualidade, boa educação, respeito, simpatia, tom de voz, gesticulação e ocupação de espaço são sempre bem vistos. Você necessita brilhar. Decore o nome da recepcionista, da secretária e dos profissionais envolvidos no processo seletivo. Esta postura o colocará em posição de inegável vantagem competitiva.

3- Inteligência emocional
Controle a sua ansiedade, a fim de observar qual é o real interesse do entrevistador e a direção que adotará sobre os assuntos discutidos por ocasião da entrevista. Nunca se mostre surpreso quando o entrevistador tratar sobre assuntos aparentemente irrelevantes. Ele, ao utilizar a técnica de jogar conversa fora, pode estar testando você, tanto nas questões de controle emocional como nas de convivência social.

4- Inteligência cultural
Nunca vá para uma entrevista sem que previamente tenha se informado sobre as questões mais importantes do dia, inclusive da empresa. Os mais diversos assuntos. Prepare-se para discorrer sobre os livros mais importantes que leu e os seus autores. Fale sobre os seminários e cursos mais relevantes dos quais participou, o que aprendeu com eles e o que colocou em prática na sua empresa. Lembre-se que os piores livros para citar nesses instantes são os "bestsellers". Fuja da correnteza da mediocridade. Busque os autores com reputação inquestionável. Releia a frase de abertura deste artigo e nunca confunda um autor pigmeu com um gigante, principalmente quando ele é chamado de "guru".

5- Competências gerenciais
Fale sobre suas competências gerenciais mais relevantes e tenha na ponta da língua bons exemplos para ilustrá-las - casos reais e de fáceis comprovações. Evite os exageros e os adjetivos de grandiosidade, visto que poderá passar por arrogante e mentiroso. Tenho visto muitos profissionais desejarem se passar por gigantes durante entrevistas. Infelizmente, muitos até que conseguem tal façanha. Entretanto, tão logo assumem a sua nova posição, eles se revelam como verdadeiramente são - pigmeus. Portanto, muito cuidado sempre.

6- Faça o seu homework com excelência
Estude e análise todas as informações que coletou e anotou durante a primeira entrevista. Saiba distinguir as mais importantes e que certamente merecerão respostas mais robustas e inteligentes. Pesquise sobre a companhia, a fim de se manter atualizado sobre ela - as empresas mudam a cada instante. Qualquer vacilo de sua parte poderá lhe custar uma posição excepcional. Portanto, não seja preguiçoso. Pesquise, estude, análise e ofereça respostas viáveis aos problemas da organização onde deseja trabalhar. O seu valor é o da sua utilidade.

Caro leitor, quero lembrá-lo de que quanto mais você se aproxima de uma contratação - receber uma oferta de trabalho -, mais e mais os grandes olhos do "big brother" estarão sobre você. Não seja, portanto, ingênuo, complacente e desleixado.

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail