Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

16/08/2010 - 18h44

Candidatos incivilizados: como eles agem?

Atitudes, comportamentos, palavras e ações incivilizadas são comumente observadas em inúmeros candidatos durante processo seletivo nas organizações.

Ao longo dos anos, em virtude de minhas atividades consultivas, tenho colhido e registrado inúmeras histórias que demonstram de maneira cabal o grau de incivilidade de muitos candidatos.

Essa incivilidade se apresenta com diferentes roupagens: postura deselegante por ocasião da entrevista; respostas ríspidas e incoerentes às perguntas formuladas; mentiras planejadas e bem articuladas, a fim de enganar o entrevistador; invasão do território alheio - deter os olhos sobre relatórios ou informações postos sobre a mesa do entrevistador; atender telefone celular durante a entrevista; solicitar café, chá ou água, antes mesmo de lhe ser oferecido pelo anfitrião; chegar atrasado para a entrevista e alegar como justificativa que ficou parado em congestionamento inesperado; falar mal do ex-empregador ou ex-chefe; tocar com frequência no corpo do interlocutor; interromper o entrevistador enquanto esse discorre sobre o perfil da posição ou outro ponto qualquer; deter os olhos prolongadamente ou virar o rosto para observar o corpo de um(a) colaborador(a) da empresa; nunca enviar um e-mail ou carta de agradecimento ao entrevistador pela oportunidade que ele lhe concedeu de participar do processo seletivo, entre inúmeras outras ações comprovadamente incivilizadas.

Vejamos o comportamento de um profissional incivilizado:

Presidente de empresa nacional de tecnologia pede que sua diretora de recursos humanos que entreviste um amigo pessoal seu para a posição de vice-presidente financeiro, vaga que há vários meses tentava preencher. No dia marcado para a entrevista, a diretora de recursos humanos posicionou o seu automóvel para estacioná-lo em uma vaga a alguns metros de distância de onde estava parado um ônibus que desembarcava passageiros, quando foi ultrapassada por um senhor que lhe roubou a vaga. Ela, educadamente, aproximou-se desse elegante, mas mal educado senhor, e lhe disse: "O senhor não viu que eu estava aguardando o ônibus sair para estacionar o meu carro no lugar onde o senhor estacionou?"

Nesse instante, ele bateu com a chave no capô de seu carro e lhe disse: "Eu não vou tirar meu carro do lugar onde estacionei. Você que se vire!"

Abalada com tamanha grosseria, que veio acompanhada de um xingamento, a diretora deu uma volta no quarteirão e, com certa dificuldade, encontrou nova vaga. Estacionou seu automóvel e se dirigiu para a sua empresa. Ao cumprimentar a recepcionista, essa lhe disse: "Senhora, o candidato com quem a senhora marcou a entrevista para hoje às 9h já chegou. Eu o coloquei na sala de espera."

A diretora agradeceu e ao olhar para a sala ao lado, percebeu que o indivíduo que estava sentado na sala de espera aguardando-a para a entrevista era o mesmo que há poucos instantes a havia destratado, chamando-a de "perua".

Ela, sem esboçar nenhum ressentimento, cumprimentou-o e disse que o chamaria a sua sala em alguns minutos. Assim, tão logo ela se instalou em sua sala de trabalho, pediu que a sua secretária o chamasse. O candidato ao se apresentar, lhe disse: "Vim até a sua sala para lhe pedir desculpas pela minha grosseria. Não desejo participar do processo seletivo." Ao que a diretora respondeu: "Faz muito bem. Até logo."

Caro leitor, se você se prepara para participar de processo seletivo, não importa para qual empresa ou posição for, recomendo que atente-se para as seguintes sugestões:



  • Comporte-se sempre como um candidato civilizado e sábio. Posicione-se com altivez, autoestima, serenidade, segurança, responsabilidade e muita dignidade.

  • Nunca se esqueça de que nos processos seletivos dos quais participa, todos os holofotes da empresa estão voltados para você. Eles observam e registram absolutamente tudo - sua roupa, sapatos, unhas e barba ou maquiagem; a maneira como você anda, se senta na recepção e na sala de entrevista; como olha ou não para o seu interlocutor; como pergunta, fala e responde; como cumprimenta as pessoas, etc. Tudo está sendo avaliado.

  • Faça um curso sobre civilidade ou leia bons livros sobre o assunto. Vivemos em época da história humana em que os pais devotam pouca atenção ao ensino e a prática da civilidade nos lares. Consequentemente, seus filhos são educados pelos maus amigos e pelas más companhias. Uma pena, visto que eles poderiam evitar inúmeros aborrecimentos e situações embaraçosas ao longo da vida e carreira, se tivessem recebido uma boa educação no berço e na escola. Tenho repetido incontáveis vezes, a sabedoria do jurista baiano, doutor Rui Barbosa, "A suprema santificação da linguagem humana, abaixo da prece, está na educação da mocidade."

  • Nunca, em hipótese alguma, fale mal de seu ex-chefe ou empregador por ocasião de uma entrevista de emprego. Antes de dizer algo que possa denegrir a reputação de ambos, considere como você reagiria se fosse atingido da mesma forma.

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail