Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

01/10/2009 - 18h25

Como ser um profissional classe A? Veja as dicas do especialista

O mundo dos negócios tornou-se extremamente complexo, veloz, imprevisível e passou a exigir cada vez mais de seus colaboradores em todos os sentidos: saúde física, agilidade mental, intelecto refinado, psique em equilíbrio e outros. Nesse ambiente aqueles que não se destacarem, fatalmente serão marginalizados.

Gutemberg B. de MacedoO presidente da Gutemberg Consultores, Gutemberg B. de Macedo, ressalta que desde a Antiguidade os homens passaram a classificar as pessoas por suas capacidades, assim como fez Sócrates, filósofo ateniense, que classificava os indivíduos por suas virtudes, beleza, inteligência e habilidades. No mundo corporativo não é diferente. Atualmente, as organizações exigem cada vez mais de seus funcionários e os classifica de acordo com o desempenho de cada um, afirma o consultor.

Para Gutemberg, ser um profissional classe A é ser responsável, ter atitudes, não deixar a própria carreira depender de outros profissionais, estar sempre atento aos acontecimentos à sua volta e traçar o próprio destino. "Antigamente eram as empresas que decidiam quais atividades seriam destinadas para cada tipo de profissional, e o mesmo apenas obedecia. Hoje, é o profissional que cria seu próprio destino, ele é responsável por si só", completa Gutemberg.

O presidente da Gutemberg Consultores dá 14 dicas de como se tornar um profissional classe A nesse mundo tão competitivo:

1 - Criar o seu próprio destino: ser um profissional de caráter, batalhador, responsável, acreditar em si mesmo e saber aonde e como chegar;

2 - Ser singular: buscar sempre um diferencial e expor suas ideias sem medo de enfrentar ou discordar de outros profissionais de cargos superiores;

3 - Nadar contra a correnteza: discordar da opinião dos outros e não desistir de suas próprias ideias, confiar em si próprio, ter conhecimentos e saber o que diz;

4 - Não deixar para amanhã aquilo que pode ser feito hoje: ser determinado, administrar seu tempo e conseguir separar as tarefas que têm mais urgência das que não são tão importantes. Desta forma, o profissional consegue gerenciar melhor o seu tempo e realizar todas as pendências do dia;

5 - Não permitir que o executivo viva em detrimento do homem: não sacrificar sua vida pessoal por causa da vida profissional, pois mais cedo ou mais tarde ela poderá acabar com sua saúde e família;

6 - Fazer avaliações periódicas de si mesmo nos âmbitos pessoal, familiar e profissional: o profissional classe A deve perguntar-se diariamente sobre o que fez no dia e avaliar se aquilo foi o correto ou se poderia ter desempenhado melhor algum tipo de tarefa. Deve também, algumas vezes durante o ano, pedir um feedback ao chefe para saber como está sendo visto dentro da empresa. De maneira nenhuma se virar contra ele, caso faça críticas sobre o seu desempenho, pois só com as críticas o profissional poderá saber onde e como melhorar;

7 - Ser intolerante diante da complacência e da mediocridade: é importante procurar sempre o melhor para si, para sua família e carreira, nunca deve tolerar um trabalho inferior. Procurar ser sempre superior e se destacar em todas as tarefas que for desenvolver;

8 - Buscar e formar alianças estratégicas: ninguém sobrevive sozinho, por isso deve-se sempre construir e cultivar amizades positivas, pois é criando laços que muitas vezes o profissional consegue alcançar o sucesso no mercado de trabalho;

9 - Prestar atenção aos detalhes, mas manter-se atento ao global: ser uma pessoa bem informada, atenta a todos os acontecimentos mundiais e às ideias de outras pessoas ao redor do mundo. É importante saber exatamente tudo o que acontece dentro do mercado de trabalho e quais os impactos que pode sofrer em sua carreira;

10 - Demandar a excelência em tudo o que empreender: ser seguro de suas opiniões, procurar destacar-se entre os outros profissionais e ser uma pessoa que, independente de qualquer ocasião, está bem vestida e sabe se comunicar;

11 - Focalizar os pontos fortes das pessoas e não as suas vulnerabilidades: buscar sempre os pontos fortes dos outros profissionais e procurar aprender com essas características;

12 - Ouvir mais do que falar: comunicar-se adequadamente e saber escutar o que lhe é dito; dessa forma, consegue pensar no que vai falar, pois deve saber que uma frase mal interpretada pode acabar com sua vida profissional;

13 - Trabalhar duro e disciplinadamente: ter vontade de aprender, ser ambicioso, focado, disciplinado, não esperar que as coisas simplesmente aconteçam, ir atrás de seus objetivos, dessa maneira fica mais fácil conquistá-los;

14 - Se considerar "stewards" da companhia na qual trabalha: colocar-se no lugar do cliente e então atender a todos da maneira como gostaria de ser atendido.

LEIA TAMBÉM:
Eugenio Mussak: O mercado busca por euriprofissionais; será que você é um deles?
Profissionais proativos têm mais chances no mercado, afirmam especialistas
Você está preparado para mudanças na carreira?


ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail