Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

28/04/2009 - 18h07

Medo de mudar pode estacionar sua carreira

Viviane Macedo
Em São Paulo
Antigamente, a relação profissional x empresa era quase um casamento. O jovem entrava na organização, fazia carreira e, em muitos casos, se aposentava tendo apenas uma experiência profissional em toda a vida. Esse, aliás, era o sonho e a realização de muita gente. Hoje a história é outra. O número de empresas no currículo de um profissional aos 30 anos, às vezes, é maior do que de um aposentado, aos 65. E essa rotatividade, quando focada e estruturada, não é mal vista pelo mercado de trabalho.

Apesar do novo cenário, há quem tenha sérias restrições à palavra mudança e com a falsa certeza de estabilidade, se deixa acomodar, aumentando as chances de estagnação da carreira. Segundo o consultor do Idort, Antonio de Jesus Limão, à medida que o profissional se sente confortável ou seguro demais em determinada posição, passa a temer por qualquer mudança. "Por uma questão de comodismo, nós temos forte tendência a trilhar por caminhos conhecidos, onde nos sentimos confortáveis. Quando vem uma mudança, ou um simples enxugamento de quadro, por exemplo, os mais acomodados se entregam ao medo de perder o emprego, de viver uma situação nova", afirma o especialista em gestão de mudança e coach.

Limão explica que não há problema algum em trabalhar muito tempo na mesma empresa, desde que durante esse período ela esteja oferecendo desenvolvimento para o profissional. O grande problema está na acomodação. Ficar na mesma companhia durante anos, realizando repetidas funções, sem perspectivas de crescimento é complemente negativo para a carreira e o primeiro passo rumo à mudança tem de partir do mais interessado - o profissional. "Nós somos os responsáveis pelo o que acontece em nossa vida, sendo bom ou ruim. Por isso, é preciso estar em permanente busca, só assim é possível evoluir", aconselha o consultor, que completa "Quando começamos a nos conformar, tudo a nossa volta muda, menos nós. E as organizações não esperam que seus colaboradores sejam estagnados, pelo contrário, as exigências hoje são por pessoas ativas e em constante aperfeiçoamento".


A solução pode estar fora
Cada situação é diferente, mas em alguns casos, insistir em continuar na empresa pode até ser o melhor atalho, porém que não leva ao destino desejado - o tão sonhado sucesso profissional. Sendo assim, o ideal é traçar uma nova meta e ir atrás desse objetivo, mesmo que ele esteja em outra organização. "Quando o profissional tem um plano de carreira, ele sabe exatamente o que fazer. Então se não tem, a primeira coisa deve ser desenvolver um. Ele tem de saber quais são os objetivos futuros, pessoais, o que quer atingir, enfim, o que pretende conquistar pra si. E, a partir daí, ir atrás de meios para realizar essas metas", afirma.

Segundo Limão, o mais racional, nesse momento de crise, seria começar sondar o mercado e buscar uma nova oportunidade, antes mesmo de sair da empresa. "Essa é a melhor maneira para aqueles que precisam mudar de emprego, mas preferem que essa transição seja mais segura. Saindo e apresentando-se ao mercado, o profissional vai ter noção do quanto está valendo e o que precisa para tornar-se mais competitivo", garante.

Sentir medo nessa hora é normal, mas é preciso encará-lo de frente. "O medo parte de alguns estímulos externos e é necessário livrar-se dele. Acreditar na própria competência, analisar o cenário antes de tomar qualquer decisão e mentalizar bons resultados são atitudes capazes de fazer com que essa mudança e todas as fases que ela implica sejam bem-sucedidas", finaliza.

LEIA TAMBÉM:
Mudar muito de emprego pode prejudicar sua carreira
Sucesso profissional: existe um segredo?
É preciso olhar a crise com otimismo, afirma Robert Wong


ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail